Menu Principal

Você vale US$ 4,73 para o Facebook

O Facebook gera receita exibindo anúncios para seus mais de dois bilhões de usuários. Alguns “valem” mais que outros.

No último balanço trimestral do Facebook, divulgado ontem (26), a empresa revelou um novo recorde de faturamento: US$ 9,32 bilhões, aumento de 45% maior em relação ao mesmo período do ano passado. O crescimento dos lucros foi ainda maior, de 71%, chegando a US$ 3,9 bilhões.

Há meses o Facebook alerta os investidores de que o ritmo de crescimento diminuirá no futuro próximo. Isso deve acontecer porque o app principal da rede social não tem mais espaço para a inserção de novos formatos de anúncios. Esse limite é crítico; praticamente toda a receita da empresa vem de anúncios – no referido trimestre, eles responderam por 98,3% do total.

Para driblar esse obstáculo, o Facebook vem tentando abrir novas frentes publicitárias em outros dos seus populares apps. Durante a conferência com investidores, Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, disse que “quer ver a empresa um pouco mais ágil” na geração de receita nos apps de mensagens, referindo-se ao Messenger e ao WhatsApp.

O primeiro recentemente começou a exibir anúncios em alguns mercados. Já a estratégia para o WhatsApp segue envolta em mistério. Há rumores de que a empresa tentará gerar receita através da conexão entre estabelecimentos e clientes, que seria cobrada dos estabelecimentos, ou seja, sem exibir anúncios.

O valor de cada usuário do Facebook

Cruzando o dado de 2,01 bilhões de usuários mensais da rede social (número 17,01% maior que no ano passado) com o faturamento obtido no trimestre, chega-se na média de US$ 4,73 que o Facebook gera de cada usuário da plataforma.

Esse valor não é uniforme. Os usuários mais valiosos são os norte-americanos e canadenses. Lá, cada um gera, em média, US$ 19,38 por trimestre. Europeus ficam um pouco acima da média. No resto do mundo, o valor extraído de cada usuário é baixo, de cerca de US$ 2. Essa diferença se relaciona ao volume de investimentos feitos por anunciantes da plataforma, maior nos mercados norte-americano e europeu.

Os “Snapchats” do Facebook

Outro número que chamou a atenção foi o de usuários mensais dos clones do Snapchat que povoam apps do Facebook. Instagram e WhatsApp têm, cada um, 250 milhões de usuários. O Snapchat tem 166 milhões de usuários.

Ao todo, o WhatsApp tem 1 bilhão de usuários e o Instagram, 700 milhões. O Messenger, app de mensagens derivado do Facebook, já é usado por 1,2 bilhão de pessoas.

Fonte: Gazeta do Povo

Compartilhe:

Deixe um Comentário

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>